Estilo

MFW: Roberto Cavalli

Peter Dundas caiu como uma luva para a Cavalli. O designer que antes foi o responsável pelo rejuvenescimento do Pucci, trouxe para a Roberto Cavalli um reforço para relembrar ao mundo da moda o quão a marca é glamurosa. Em um hippie-chic com a leveza e a fluidez dos anos 70 a marca se apresentou na temporada de moda de Milão. O trabalho de Dundas, busca nas raízes do visual proposto por Roberto Cavalli. A coleção em si, lembra um pouco um Cavalli logo que a marca chegou ao Brasil.

Os patches, que são pedaços de tecido com inscrições (emblemas, slogans, imagens), ganham seu lugar na coleção, trazendo o toque cool e jovem, decorando os jeans, que adotaram uma imagem bem mais inusitada que o habitual. Nessa coleção, os patches não significaram, exatamente, “remendo”: em seu lugar vemos a técnica criando texturas, adquirindo formatos de desenhos mais elaborados. Eles apareceram hora gerando maxi-desenhos, que normalmente apareciam em detalhes, hora apenas decorando o entrepernas com florais e padrões diferentes.

E então o estilo hippie de ser, a leveza e a fluidez dos anos 70 invadiram as passarelas durante a temporada ready-to-wear de Milão. Essa é a raiz do visual proposto por Roberto Cavalli nesta estação. A coleção em si, lembra um pouco um Cavalli de anos atrás, quando a marca foi uma febre por aqui.

Cavalli usa de amarrações em camurça, camadas de padronagens, maxibrincos, mantas com franjas e calças flares para criar esse visual boho libertador, tão ligado aos anos 70.

Confira o resultado dessa intromissão hippie.

roberto_cavalli_milan_ss17_print_pattern_trends_2-700x1000

Comente esse post!

Deixe seu Comentário

Instagram Sigam o nosso perfil!